Sangramento gengival: o que é e como tratar?

Mesmo sendo uma questão comum, o sangramento gengival pode ser um indício de várias situações inadequadas do nosso corpo. Como o uso de uma escova muito dura, a higienização incorreta ou até problema mais complexos como a gengivite. Por isso, neste texto iremos trazer mais informações e desvendar as questões em torno do sangramento gengival. Confira!

O que é o sangramento gengival?

O sangramento gengival na maioria dos casos, está ligado a um inflamação na região da gengiva. Essa inflamação, pode ocorrer pela remoção incorreta da placa dos dentes, próximo a gengiva. Outro fator é a falta de remoção da placa, que se transforma no conhecido tártaro, que pode aumentar o sangramento gengival e evoluir esse quadro para uma doença mais grave, conhecida como periodontite. Além dessas, outras causas que estão ligadas ao sangramento gengival, como:

  • Qualquer desordem hemorrágica;
  • Escovação com muita força;
  • Alterações hormonais durante a gravidez;
  • Dentaduras mal ajustadas;
  • Uso inadequado de fio dental;
  • Infecção, relacionada ao dente ou à gengiva;
  • Uso de afinadores do sangue;
  • Deficiência de vitamina K.

Entre outras situações, ligadas a doenças mais sérias, como a Leucemia. Desta forma, o sangramento gengival, não deve ser encarado como uma situação normal e sim, ser levado ao especialista capacitado para entender o que pode estar a acompanhando esse sangramento. Em casos de sangramento de longo prazo ou crônico, outros sintomas associados ou inexplicados relacionados ao sangramento, não existe em consultar seu dentista de confiança para avaliar a situação e ter mais informações.

Tratamento do sangramento gengival

A orientação principal, por ser uma situação comum na rotina, é que a pessoa com o sangramento não se automedique. Como citado assim, apenas o dentista pode avaliar a situação com mais precisão e informar a necessidade de medicamentos. Já que em alguns casos, esses sintomas pode estar ligada a infecções, e assim, ser necessário o uso da medicação para auxiliar o tratamento. O tipo, dosagem e tempo de uso desses remédios também são informados pelo seu dentista. Por isso, fique atento aos sinais, se o sangramento na gengiva persistir, consulte um médico, pois ele pode estar ligado a alguma questão da sua rotina.

Dr. Alex Claro Guilger

Graduado na faculdade de odontologia de piracicaba - FOP-UNICAMP - (2009) Atualização Básica de Implantodontia na Fundecto (fundação para Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Odontologia- USP). Aperfeiçoamento “ Esculturas Dental Com Resinas Compostas em Dentes Anteriores e Posteriores “ promovido pelo Prof. Ronaldo Hirata 2010/32h Curso enceramento diagnóstico “ Técnicas das Visões” ( Marcelo Giatti) 2010/60h; Curso Intensivo em Estética Adesiva – UNESP (Araçatuba) 2008/40h; Curso Especialização em Prótese São Leopoldo Mandic (Prof.Sidney Kina) Maio 2010/2012.