Informações sobre o tratamento de canal são fundamentais para conduzir o acompanhamento

Receber a notícia de que terá que recorrer ao tratamento de canal odontológico pode ser uma informação que pega de surpresa muitos pacientes. Porém, é fundamental compreender em que o procedimento se constitui e qual o seu objetivo para, dessa forma, não temer sua realização. Ao realizar o canal odontológico, o indivíduo é submetido à retirada da polpa do dente, um tecido encontrado na área interna do elemento dental. Para recorrer a esse tipo de processo a polpa precisa estar infectada, danificada ou, ainda, morta. Citando as causas mais comuns para recorrer ao procedimento, é possível listar:

  • Cárie profunda;
  • Dente quebrado;
  • Dano ao dente;
  • Traumas.

Hoje, é possível afirmar que o canal odontológico é responsável por salvar diversos dentes que poderiam ter sido perdidos. Além disso, caso não haja um cuidado de, com urgência, procurar pelo especialista e realizar o tratamento de canal odontológico, pode formar pus, conhecido como abscesso. Com isso, destruindo ainda o osso que circunda o dente, gerando ainda mais incômodo.

Conhecendo o canal odontológico: como é realizado o tratamento?

Realizado em várias etapas, o canal odontológico começa com a abertura do dente – a região dependerá de sua localização. A polpa é removida e, em seguida, há o processo de restauração e fechamento para que o paciente fique satisfeito não apenas com a saúde bucal, mas também com a estética da arcada com o canal odontológico. Para isso, porém, é fundamental contar com um especialista que possa garantir todos os passos com qualidade e eficiência, ajudando e dando informações necessárias ao indivíduo.

Durabilidade do procedimento chama a atenção dos pacientes

Uma das principais perguntas sobre o canal odontológico diz respeito à durabilidade referente ao procedimento. Pensando nisso, é preciso ter em mente que ele pode durar a vida toda. Porém, para tanto, o paciente precisa cuidar da saúde bucal exercendo cuidados preventivos. Afinal, ainda há chance de aparecimento de cárie. Por isso, uma boa higiene bucal e as visitas regulares ao dentista precisam fazer parte da rotina daquela pessoa de maneira habitual. Essas ações são fortes contribuições para que o indivíduo não tenha necessidade de realizar um novo canal odontológico, passando por todo o processo novamente.

Dr. Alex Claro Guilger

Graduado na faculdade de odontologia de piracicaba - FOP-UNICAMP - (2009) Atualização Básica de Implantodontia na Fundecto (fundação para Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Odontologia- USP). Aperfeiçoamento “ Esculturas Dental Com Resinas Compostas em Dentes Anteriores e Posteriores “ promovido pelo Prof. Ronaldo Hirata 2010/32h Curso enceramento diagnóstico “ Técnicas das Visões” ( Marcelo Giatti) 2010/60h; Curso Intensivo em Estética Adesiva – UNESP (Araçatuba) 2008/40h; Curso Especialização em Prótese São Leopoldo Mandic (Prof.Sidney Kina) Maio 2010/2012.